Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Holy Girl

Holy Girl

Bad days turn to good days

Em dias em que o meu humor oscila entre o depressivo e o “saiam-me da frente antes que vos foda”, ponho várias hipóteses em cogitação para me levantar a moral:

- Beber uma Super Bock fresquinha e lembrar-me que aqui acham que a Feldschlosschen é que é cerveja;

- Ler o Portal da Queixa;

- Imaginar que a minha vizinha de baixo é abalroada por uma carrinha de caixa aberta;

- Assistir à Rede Record ao final da tarde;

- Ler notícias do mundo cor-de-rosa.

 

É cliché! Toda a gente já sabe que em dias de ranhetice, uma boa coscuvilhice e esquecem-se as amarguras da vida. Como hoje.

Pois que então, Madame Kátia Aveiro agora também é blogger (eu disse que não há cá isso de “high standards”). A multifacetada irmã do nosso Cristianinho, não se contenta em ser cantora (que deve ser coisa para lhe tomar um ror de tempo!), mas agora também dá “dicas de estilo e lifestyle”. Pahahah! Ora aí está um blog onde eu faço questão de perder o meu tempo!

Querida Kátia com kapa, permito-me, de “blogger” para “blogger”, dar-te o seguinte conselho que a minha avó tão sabiamente me ensinou: “quando tentas fazer tudo, acabas por não ser boa em coisa nenhuma!”

 

Não lhe tiremos, contudo, o mérito pelo empreendedorismo. Mas filha, se era para levar a coisa a sério, porque foste tu convidar alguém com o nome Pimpinha?

 

Notícia aqui: http://www.flashvidas.pt/a_ferver/detalhe/katia_aveiro_intima_em_blogue.html